30 de julho de 2013

Brooklyn, uma nova paixão

Engraçado, quis o destino que o primeiro lugar que eu fosse parar nas minhas férias fosse o Brooklyn. Sim, passei o meu um mês de "férias" feliz em NY! Coloco em aspas porque, na verdade, vim fazer um curso de verão de Marketing de Moda Mundial na Fashion Institute of Technology, mais conhecida como F.I.T, aqui em NY. Sobre o curso, falarei em outro post...



Bom, esta é a minha segunda vez aqui em NY e, da primeira vez que eu vim, acabei não conhecendo o Brooklyn. Achava que era muito complicado e que não valia a pena o trabalho. E, depois, já tinha tanta coisa para ver e fazer em Manhattan que acabei não indo mesmo.

Mas desta vez não teve jeito. Para ficar aqui em NY por um mês a solução foi alugar um apartamento no AirBNB. Preferi ficar em Manhattan, no Upper Upper West Side, próximo ao Harlem mas o apartamento que eu aluguei estava passando por reforma e o proprietário me alocou num apartamento no Brooklyn por 5 dias. E foi delicioso!

A famosa ponte que liga Brooklyn e Manhattan


Manhattan vista pelo Brooklyn

Primeiro porque fiquei na parte mais legal do bairro, na famosa Williamsbourg. E ainda na parte onde estão as lojas e bares e não na parte residencial do bairro (que é enorme). Fiquei na Bayard street, perto da linha L da estação Bedford  Ave que é onde está localizado todo o burburinho do Brooklyn.

Estilo é o que não falta para quem frequenta a famosa estação Bedford Avenue, linha L

Para quem trabalha e curte moda, o bairro é um parque de diversão. Os bares, cafés, lojas e feirinhas têm um ar moderno, descolado e jovem. As pessoas trazem toda aquela atitude de NY de não ligar para o que os outros pensam e se vestem da maneira que se sentem mais confortável. Algo bem parecido com a série Girls da HBO (que, aliás, é gravada em Williamsbourg e sempre que aparece o metrô elas estão na estação Bedford Ave que é a que eu falei).

Tudo é cool no Brooklyn: para se livrar do calor infernal, inventaram uma Piscina Pop Up

Até o visual das lanchonetes é todo diferente, com referências streetwear


Para conhecer os lugares mais legais, basta descer nesta estação e andar a Bedford Avenue entre as ruas 11 e 3. Todos os arredores são preenchidos por lugares alternativos e vale a pena entrar em cada um deles. É engraçado, são espaços tão alternativos que nem parecem de verdade... Mas são. E fazem sucesso, o que é mais interessante ainda.

Lojinhas cool no Brooklyn



Ficando alguns dias no Brooklyn, eu descobri que os nova iorquinos têm um "treat" (presente) para quem mora no bairro: entre as estações que dividem o Manhattan do Brooklyn, o intervalo é de cerca de 2 minutos. Neste espaço de tempo, em viagens fora do horário de pico, grupos de jovens fazem apresentações de hip hop com movimentos de dança incríveis e acrobacias com os bonés (o que parece ser a última moda entre os jovens daqui pois nas lojas até anunciam algo do tipo "boné para manobras"). É muito legal.. tive a sorte de ver duas apresentações ao vivo mas não consegui gravar porque estava sem a minha máquina quando aconteceram.. mas achei este vídeo no You Tube que mostra um pouco como é:



E o bom é que você percebe que é muito autêntico. Eles levam um aparelho de som e ficam esperando um vagão mais vazio. Aí quando entra no espaço entre as estações, eles começam a dançar. Um verdadeiro presente para quem está por lá.

No fim de semana acontecem duas feiras no Brooklyn, uma no sábado e outra no domingo. As duas são incríveis! Tem barraquinhas de roupa usada, discos, móveis alternativos, artesanato super diferente e comidas de todo tipo. Claro que a onde eco e orgânica são mais fortes que nunca por aqui (o que, devo confessar, acho um pouco sem muito sentido num país tão acostumado a desperdiçar recursos como os EUA. Quem não conhece, fica assustado com coisas simples como a quantidade de guardanapo que te dão quando você compra alguma comida ou com a forma como eles usam energia). Bom, de qualquer forma, não há como negar que o discurso eco está em alta nos EUA e muito mais em NY e no Brooklyn.

No final da feirinha de domingo dá para curtir o visual dos prédios de Manhattan

Nas feirinhas todo tipo de produto é vendido. A criatividade no artesanato é cativante.


Muita raspadinha para aguentar o calor de quase 40 graus


Bem que eu já tinha falado um pouquinho sobre como o bairro é especial aqui no blog quando falei da BWGH. Até por isto, tinha decidido que desta vez iria, com certeza explorar o bairro para ver se era tudo isto mesmo. E é mesmo! Para quem curte moda e streetwear posso afirmar ainda que é uma parada obrigatória. E o legal é que nem é preciso fazer muita força. Só ficar lá sentado, observando o que acontece que dá para entrar no clima rapidinho...

Grafite à vontade nas ruas

Centenas de expositores hiper criativos nas feiras
Para ir ao Brooklyn, é possível pegar diversas linhas, mas a L é a mais indicada para quem quer já chegar no burburinho. Desça na estação Bedford com a N 7th street e passeie pelas quadras. 5 ou 6 para cima, e depois 5 ou 6 para baixo. Para maiores informações sobre as feiras, acesse o site Brooklyn Flea clicando aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário