21 de fevereiro de 2013

"Os Miseráveis" e o Oscar 2013

Quem me conhece, sabe que eu amo cinema. Quase toda semana assisto a algum filme mas estou longe de ser crítico de cinema ou qualquer coisa do gênero. Sempre que escrevo sobre filmes aqui no blog falo mais sobre sensações e reflexões que tive a partir dos filmes que assisti.

Neste domingo todos saberão quais serão os grandes vencedores do Oscar 2013 e resolvi colocar aqui no blog a minha torcida antes dos resultados serem anunciados. Na minha opinião, o filme que merece o prêmio principal é "Os Miseráveis". Sim, eu sei que muita gente não gostou do filme porque ele é 100% musical e,  por este motivo, um pouco cansativo, mas acho que mesmo aqueles que não gostam deste tipo de filme, têm que admitir que "Os Miseráveis" é, sem dúvidas, um grande trabalho artístico: as músicas são incríveis, as letras muito bem pensadas e a história criada há quase dois séculos por Victor Hugo é realmente brilhante!

Cartaz do filme no Brasil


Saí tão passado com o filme que resolvi tomar coragem e começar a ler as mais de 1.900 páginas do livro (na linda edição lançada pela Cosac Naify que, confesso, tinha comprado mais para decorar do que para ler..rsrs). Ainda estou no começo do livro, mas já posso dizer que fiquei muito surpreso quando percebi que o musical foi extremamente feliz ao retratar a obra. O principal do texto está muito bem representado e tem cenas que são idênticas ao romance.  Quer dizer, até onde consegui ler. Estou na página 250 do livro e ainda se refere apenas à primeira cena do Hugh Jackman no filme, quando ele decide se livrar do ódio e toda a injustiça que sofreu e começar uma nova vida.


Trailer do filme

A mensagem da história é muito simples e bonita: que todo o ódio pode ser substituído por amor e que, mesmo que seja um caminho muito difícil, é o único caminho para a salvação da alma. O filme e o livro parecem até um pouco espírita já que na cena final apenas espíritos cantam. Esta parte e os dois primeiros números musicais são incrivelmente bonitos e, sinceramente, acho difícil ficar indiferente a eles.

O Hugh Jackman está arrasando no papel e é outro favorito na minha torcida do Oscar. A Anne Hathaway também está impecável e a direção do filme é ótima! Sacha Cohen e Helena Bonham Carter estão impagáveis nos papéis canastrões e são uma ótima diversão. A única parte mais chatinha do filme é quando fala da revolução do povo contra o governo mas mesmo nesta parte tem uma história muito fofa de amor não correspondido que mantém a graça no filme.

Acho que "Os Miseráveis" merece o Oscar justamente por ser uma grande obra: o conteúdo é rico e interessante, a direção e a fotografia fenomenais, os atores estão perfeitos nos papéis e tudo contribui para resultar num filme grande e marcante. E mais especial que os outros. Não que não tenha gostado dos concorrentes dele. Eu, por exemplo, amei "As Aventuras de Pi" que é super interessante e fala de um tema difícil como desapego com a visão sensível e única de Ang Lee. Gostei muito também de "Amor". Fiquei até um pouco perturbado com toda a dureza da realidade retratada no filme. Na verdade, foi até o filme que mais mexeu comigo pois fiquei dias e dias pensando nele. É realmente impressionante! "Django Livre" e "O Lado Bom da Vida" são bem legais, uma ótima diversão, mas longe de ser o melhor filme do ano. E os outros não assisti. Mas acredito, realmente, que pela qualidade do trabalho artístico, "Os Miseráveis" deveria ganhar o Oscar. Pelo menos é esta a minha torcida!

Finalizo o post com dois textos: um do livro e outro do filme:

"Nunca devemos ter medo de ladrões ou assassinos. São perigos externos e os menores que existem. Temamos a nós mesmos. Os preconceitos é que são os ladrões; os vícios é que são os assassinos. Os grandes perigos estão dentro de nós. Que importância tem aquele que ameaça a nossa vida ou a nossa fortuna? Preocupemo-nos com o que põe em perigo a nossa alma"
Victor Hugo - Os Miseráveis

Musical, original em inglês:

"- Come with me, where chains will never bind you,
all your grief, at last, at last behind you.
Lord in Heaven, look down on him with mercy.
- Forgive all my trespasses and take me to your glory.
  Take my hand, and lead me to Salvation.
 - Take my love, for love is ever lasting.
- And remember, the truth that once was spoken:
to love another person is to see the face of God."


Livre tradução para português:

" - Venha comigo para um lugar onde as correntes nunca te amarrarão
   Toda a tua tristeza finalmente ficará para trás
   Deus dos céus, olhe para ele com misericórdia
- Perdoe todos os meus erros
   E leve-me para a sua glória
   Pegue minha mão e me leve para a salvação
- Pegue o meu amor porque o amor é eterno
- E lembre que a verdade uma vez já foi dita:
  Amar outra pessoa é como ver o rosto de Deus"


Nenhum comentário:

Postar um comentário