31 de janeiro de 2013

As maravilhas do mundo 2.0

Recentemente, o Licurgo me falou sobre um site que o Instituto Moreira Salles (IMS) tinha lançado sobre Clarice Lispector e na hora pensei: “este vai ser o tema do meu primeiro post em 2013!” Mas a preguiça e alguma correria nos últimos dias me fez postergar por duas semanas esta publicação, mas aqui está.

Imagem do site sobre Clarice Lispector do Instituto Moreira Salles



Fiquei maravilhado ao navegar pelo site. Não, ele não tem nenhum destes efeitos especiais tão comuns neste mundo cada vez mais virtual. Ele, na verdade, é bem simples. Mas o conteúdo é impressionante! Primeiro porque conta em detalhes e com todo o cuidado a vida de Clarice. Informações sobre a vida e a obra se misturam com fotos de sua rotina, como no livro que eles mesmo lançaram há muitos anos sobre Clarice. É engraçado! Eu nunca comprei o livro por achar que não leria e que acabaria deixando o livro encostado em casa. Agora que o conteúdo está disponível e aberto na internet, fiquei morrendo de vontade de comprar o livro. Nem que seja só  para ter. Vai entender.. É, realmente, a tarefa do Marketing de entender os consumidores é um desafio enorme!

Palestra de Wisnik sobre Clarice no Instituto Moreira Salles


O site é todo especial! Eles tiveram o cuidado de digitalizar um caderno de anotações que o filho dela doou ao Instituto. Além das imagens, um texto traz a transcrição completa para que não percamos nada, devido à qualidade das imagens. Há dois vídeos bem legais, um com fatos da vida de Clarice e outro, imperdível, com uma aula de José Miguel Wisnik sobre Clarice. O vídeo tem 1 hora de duração e voa. Nele, Wisnik fala sobre toda a complexidade e riqueza de sua obra. É engraçado, ele começa falando de algo que já tinha me chamado a atenção na entrevista clássica que ela deu para a TV Cultura quando menciona que um aluno que entende tudo sobre Literatura lhe disse que não tinha conseguido entender nada de “A Paixão Segundo GH” e que, no mesmo dia, uma menina super nova disse para ela que tinha ficado extremamente tocada com o livro e que já tinha lido duas vezes.

É exatamente isto que senti quando li “A Paixão Segundo GH” : se tentarmos racionalizar não entendemos nada pois, realmente, há pouca razão. Mas quando nos entregamos à leitura e mergulhamos no texto, nos comovemos com o texto questionador e complexo que faz do livro um dos melhores que já vi na minha vida. E Wisnik começa falando exatamente disto: não se deve analisar muito Clarice. Deve ser sentida, percebida. A aula depois apresenta um olhar histórico sobre todo o trabalho da escritora muito interessante e enriquecedor.

Por todos estes motivos vi a riqueza que a tecnologia do mundo online 2.0 nos oferece e decidi que realmente seria o tema do meu primeiro post no ano. Acessem o site !Com calma ou com rapidez. No seu ritmo, na sua necessidade. Vale muito a pena! Feliz 2013! :)

O vídeo abaixo está no UOL com a palestra do Wisnik na íntegra MAS o vídeo do site é melhor pois está editado e com uma qualidade muito melhor.