27 de dezembro de 2010

Feliz 2011 !!

Este é o último post que escrevo em 2010... vou entrar numa miniférias nas próximas duas semanas e não devo conseguir escrever mais nesta semana.. provavelmente na primeira semana do ano, volto com tudo.

2010 foi um ano muito positivo para mim.. foi o ano em que terminei o meu mestrado, o ano em que eu comecei finalmente a escrever o meu blog.. esta já é a 22a. postagem, o que me dá muito orgulho.. foi, realmente, um ano muito bom.. E espero que 2011 seja melhor ainda.. para todos nós.. Eu, pelo menos, estou cheio de planos..

Não sabia direito como escrever uma mensagem aqui no blog pois acho importante manter coerência com o conteúdo do blog.. Pensei, pensei.. e da forma mais simples, descobri como..

Neste fim de semana finalmente consegui assistir ao filme do Woody Allen, "Você vai conhecer o homem dos seus sonhos" ..



Eu sempre gosto dos filmes dele.. e este é bem legal. Ele não é dos mais engraçados.. claro que tem algumas cenas bem engraçadas mas não é sua principal característica .. na verdade o que achei bom neste filme é a sutileza com que ele passa sua mensagem. O filme começa com uma frase de Macbeth de Shakespeare que diz que a vida é uma história "contada por um idiota, cheia de som e fúria, não significando nada" a vida é uma sombra ambulante: um pobre ator que gesticula em cena uma hora ou duas, depois não se ouve mais; um conto cheio de som e fúria, dito por um louco, significando nada". 


E toda a história do filme mostra a vida das personagens cheia de reviravoltas e dramas. Durante o filme, Woody Allen brinca bastante com a expectativa em relação ao futuro e com dois pontos de vista antagônicos: o cético e o esotérico e, no final, ele sutilmente mostra que, independente do caminho escolhido pela personagem, todo "som e fúria" que eles criaram em suas vidas não significaram nada. 


Saí do cinema pensando muito sobre o filme e, quando cheguei em casa, assisti na Cultura à filmagem da peça "Simplesmente Eu, Clarice Lispector".




A peça é simplesmente demais.. porque mostra um retrato da Clarice com textos extraídos de entrevistas e livros escritos por ela. E ela era realmente incrível.. os textos hiperprofundos, a forma sublime e com palavras perfeitas como ela escrevia.. para mim, nem parecia humana (ah, dos lados apontados pelo filme do Woody Allen, eu tendo a ir mais para o esotérico...) Mas acho que não faz muita diferença.. pelo menos em Clarice, pois os seus textos são tão ricos que agradam tanto o cético como o esotérico... 


No programa, ela cita uma passagem do livro " Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres" que é impressionantemente linda. Ela é escrita como se fosse uma oração proferida pela Lori, personagem principal da história. E que serve perfeitamente como uma mensagem de fim de ano.. foi aí que encontrei a forma de deixar uma mensagem fofinha no blog para saudar o ano novo:






"Alivia a minha alma, faze com que eu sinta que Tua mão está dada à minha, faze com que eu sinta que a morte não existe porque na verdade já estamos na eternidade, faze com que eu sinta que amar é não morrer, que a entrega de si mesmo não significa a morte, faze com que eu sinta uma alegria modesta e diária, faze com que eu não Te indague demais, porque a resposta seria tão misteriosa quanto a pergunta, faze com que me lembre de que também não há explicação porque um filho quer o beijo de sua mãe e no entanto ele quer e no entanto o beijo é perfeito, faze com que eu receba o mundo sem receio, pois para esse mundo incompreensível eu fui criada e eu mesma também incompreensível, então é que há uma conexão entre esse mistério do mundo e o nosso, mas essa conexão não é clara para nós enquanto quisermos entendê-la, abençoa-me para que eu viva com alegria o pão que eu como, o sono que durmo, faze com que eu tenha caridade por mim mesma, pois senão não poderei sentir que Deus me amou, faze com que eu perca o pudor de desejar que na hora de minha morte haja uma mão humana amada para apertar a minha, amém."

Linda, não?! Curioso sobre o que teria dela no You Tube, descobri um vídeo que fizeram com a narração da Aracy Balabanian com um texto que ela escreveu sobre as vantagens de ser bobo. E é incrível ver como é exatamente esta a mensagem da campanha Be Stupid da Diesel (sobre a qual já escrevi aqui no blog). Só que este texto foi escrito há pelo menos 33 anos, já que ela morreu em 1977..

Com frases como :"Ser bobo é uma criatividade e, como toda criação, é difícil. Por isso é que os espertos não conseguem passar por bobos". 100% do espírito da campanha.. Impressionante, não?! Será que quem fez a campanha conhecia este texto? Pra variar, ele é genial.. Veja no vídeo abaixo:



Bom, fica no ar a dúvida.. assim como os votos de um 2011 maravilhoso para todos nós!!

2 comentários:

  1. Fabinho, não podería existir uma definição melhor de receber um feliz 2011 do que estes textos que você deixou.
    Continuo admirando cada vez mais a sua inteligência e cada vez mais sendo sua fã.
    Tomara que eu adquira um pouco mais de cultura com você.
    Por favor 2011, poste todos os dias no seu Blog.
    Tou te encaminhando para um amigo meu que é tão intelectual quanto você, chama-se Leandro Damascena, ele vai se cadastrar no seu Blog, trate ele com muito carinho que ele é tão especial quanto você.
    A você só posso desejar um 2011 cheio de brilho.
    E que não extravíe mais os meus livros kkkkk, brincadeirinha.
    Paty.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito para quem não sabía por onde começar,"risos".

    Feliz 2011.

    ResponderExcluir