23 de agosto de 2010

A Single Man

Eu amei o filme ! De verdade, gostei muito.. então resolvi ler o livro.. e que surpresa ótima está sendo ler este livro.. Eu sei que sempre que dizem que o livro sempre é melhor que o filme.. mas neste caso, achei que seria difícil, já que o filme é excelente.. e olha, é melhor sim.. no entanto, só um pouco melhor.. é impressionante como alguns momentos do livro foram perfeitamente traduzidos para o filme.. só lendo para ver como esta "tradução" foi bem feita.
Capa do livro Depois e Antes do filme.. Qual você prefere?



O que mais estou gostando do livro é a forma como o texto é escrito.. ele trata assuntos superimportantes como perda, envelhecimento, frustrações, tédio de uma maneira bem simples, direta... mas profunda e sempre interessante.

Um exemplo disto é o trecho abaixo que fala de uma forma muito criativa sobre o envelhecimento:

"A performer at the circus has no theatre-curtain to come down and hide him and thus preserve the magic spell of his act unbroken. Poised high on the trapeze under the blaizing arcs, he has flashed and pulsed like a star indeed. But now, grounded, unsparkling, unfollowed by spotlights yet plainly visible to anyone who cares to look at him - they are all watching the clowns - he hurries past the tiers of seats toward the exit. Nobody applauds him any more. Very few spare him a single glance.
Together with this anonymity, George feels a fatigue come over him which is not disagreeable. The tide of his vitality is ebbing fast, and he ebbs with it, content. This is a way of resting. All of a sudden he's much, much older. On his way out to the parking-lot he walks differently, with less elasticity, moving his arms and his shoulders stiffly. He slows down. Now and then, his steps actually shuffle. His head is bowed. His mouth loosens and the muscles of his cheeks sag. His face takes on a dull dreamy placid look. He hums queerly to himself, with a sound like bees around a hive. From time to time, as he walks, he emits quite loud prolonged farts"




Vou tentar traduzir o texto para o português...

"Um artista de circo não tem a cortina para escondê-lo após seu ato e, assim, preservar a magia da sua apresentação intacta. Lá no alto do seu trapézio, atrás dos arcos, ele brilhou pulsante como uma estrela de verdade. Mas agora, aterrisado e sem brilho, ele não é mais seguido pelos holofotes mas ainda está claramente visível para qualquer pessoa que se preocupe em olhar para ele - agora todos assistem aos palhaços - ele apressa o passo pelas arquibancadas em direção à saída. Ninguém o aplaude mais. E poucos lançam um olhar sequer para ele.Da mesma forma que este anonimato, George sente uma fadiga cair sobre ele que não é desagradável. A maré de sua vitalidade está declinando rapidamente, e ele declina com ela, resignado. É uma forma de descansar. De repente, ele é muito, muito mais velho. Em seu caminho até o estacionamento, ele caminha de forma diferente, com menos elasticidade, movendo seus braços e ombros de maneira dura. Ele reduz a velocidade.De vez em quando, os seus passos se atrapalham. Sua cabeça está baixa. Sua boca está relaxada e os músculos de suas bochechas flácidos. Seu rosto assume um olhar aborrecido e sem graça. Ele emite um som estranho a si mesmo, como o som das abelhas em torno de uma colméia. De tempos em tempos, enquanto anda, solta peidos prolongados e barulhentos"

Interessante, não? O livro é repleto de metáforas e textos simples e diretos como este. O escritor é o Christopher Isherwood que escreveu dezenas de outros livros, entre eles, Adeus Berlim. Descobri na internet que ele morreu nos anos 80 e que aos 48 anos de idade conheceu um menino de 16 anos com quem viveu até o fim de sua vida.. 

Com certeza, fiquei com muita vontade de ler outros livros dele.. A única coisa que não entendi até agora, foi a tradução dada ao título do filme.. como A Single Man foi virar Direito de Amar?


Um comentário:

  1. São os mistérios que permeiam as traduções, "Up In The Air" virou "Amor Sem Escalas"!
    Vai entender!!!
    Amey o blog, xu!!!
    Vou seguir!

    ResponderExcluir